Categoria: Cultura Geral

Terra de todos

O inóspito continente antártico não tem um dono, mas abriga as mais relevantes pesquisas sobre o futuro do planeta.

Era uma vez um lugar intocável. Os 13,6 milhões de quilômetros quadrados ao extremo sul, onde o verão na parte mais amena não sobe de zero grau e o inverno tem médias de -60ºC no interior do continente, têm quase a totalidade de sua superfície coberta pelo gelo. Não é de se espantar que só no século 19 o homem chegou por lá: as condições do ambiente não são as mais favoráveis para serem habitadas. Ano de 1821. O americano e caçador de focas John Davis marcou a história como o início da presença humana na região. Ao pisar na Antártica, o ser humano ampliou os seus limitados conhecimentos acerca da Terra.

Ler mais

 
vibrações do passado

Vibrações do passado

A mais nova descoberta da ciência apresenta outras formas de ver o universo e exige diferentes maneiras de ensinar astronomia em sala de aula

O dia amanhecera com poucas nuvens e um sol envergonhado. Era outono em Livingston, Louisiana (EUA), e o calor já não incomodava. Andar bons quilômetros até chegar ao centro de observação era compreensível para quem trabalhava lá, afinal, se fazia necessário estar longe de tudo que pudesse causar ruído ou vibração. Mas o clima pouco importava, pois, o dia de trabalho no LIGO se passava inteiramente dentro dos grandes laboratórios.

Ler mais

 

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén