Categoria: Ensino Fundamental I (Página 1 de 2)

20 práticas fundamentais para a educação adventista

na edição comemorativa de 20 anos, a revista Escola Adventista resgata e sistematiza com os principais especialistas atuantes em nossa rede no Brasil os princípios elementares que alicerçam um dos maiores sistemas de ensino do planeta

Os fundamentos da educação adventista são, sem dúvida, os grandes responsáveis por tornar a rede de ensino na potência atual. A ideia de um trabalho pedagógico que conflua aspectos físicos, mentais e espirituais foi pensado por Deus ao estabelecer sua escola de profetas na Terra. Quando a revista Escola Adventista foi concebida, um dos seus propósitos era o de reforçar em cada edição visões e conceitos práticos dessas diretrizes que norteiam o ensino.

Ler mais

 

Na contramão da crise

Saiba como enfrentar a instabilidade econômica com uma gestão escolar equilibrada e visionária

Imagine: João e Helena têm empregos fixos, salários satisfatórios, um estilo de vida confortável, casa alugada, planos de saúde e dois filhos – Marcos e Júlia – matriculados em uma escola adventista da região. O dinheiro deles é “contado”, mas, devido ao bom planejamento feito pelo casal, cobre todas as despesas. De vez em quando, ainda sobra. Uma família ótima, certo?

Ler mais

 

A função do coordenador

A coordenação desempenha a tarefa fundamental de tornar as mediações de ensino mais práticas, eficientes e pedagogicamente efetivas.

A atuação do coordenador pedagógico em uma escola torna-se cada vez mais essencial para o bom desenvolvimento do trabalho pedagógico. Tanto a lei de diretrizes e bases da educação de 1961 quanto a de 1971 já previam a formação de supervisores para atuarem na educação. Porém, sabe-se que a concepção que se tinha da função do supervisor escolar como aquele que “vigia” e “controla” estão sendo superadas por uma visão de trabalho democrática e articuladora, recaindo sobre o coordenador pedagógico o papel que antes era atribuído ao supervisor, porém, agora em um novo formato.

Ler mais

 

Arte contada

Antes de aprender a ler, o aluno deve amar a leitura através da história, contada com maestria pelo professor.

Quando o aluno não descobre a ligação lúdica e prazerosa que a leitura traz, geram-se diversos problemas em sua vida escolar e social. Ele deixa de vivenciar várias experiências, de refletir e desenvolver uma leitura do mundo, deixando de ser um indivíduo crítico da realidade. Muitas vezes, o papel do professor dificulta o desenvolvimento do hábito de ler, ele que deveria ser o maior mediador para transformar o ato da leitura num momento prazeroso. Consequentemente, ler tomou uma forma mecânica e apressada, de modo a privar o aluno de ter um contato com o universo das palavras, das descobertas e das novas experiências.

Ler mais

 

A epidemia da obesidade infantil

Estar acima do peso na idade escolar gera consequências imediatas e de longo prazo na saúde do estudante.

A obesidade infantil ocorre quando uma criança está acima do peso normal para sua idade e altura, que geralmente é calculado pelo índice de massa corporal (IMC), avaliado por profissionais como médicos, fisioterapeutas, nutricionistas e os educadores na área da educação física.

Ler mais

 
Entrevista: A escola pode mudar o mundo? - Mario Sergio Cortella

Entrevista: A escola pode mudar o mundo? – Mario Sergio Cortella

Mario Sergio Cortella sugere um modelo no qual a família, as instituições de ensino e toda a sociedade repensem os direcionamentos da educação na atualidade.

“Pago caro. A escola precisa colocar meu filho na linha!”. Este é um típico pensamento legitimado por diversos pais. Para Mario Sergio Cortella, não seria o caminho mais efetivo em direção à formação ética de um estudante. O filósofo defende que a parceria entre família e escola precisa se tornar algo real e comum. Doutor em Educação pela PUC-SP, Cortella acredita que escolarização é apenas uma parte do processo, que, na verdade, se inicia no lar.

Ler mais

 

Página 1 de 2

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén